Clique para Ouvir Peça sua música

Modelo perdeu perna após ser atropelada pelo namorado e vai concorrer ao Miss bumbum


Miss irá representar o estado de Tocantins com seus 99cm de bumbumMiss irá representar o estado de Tocantins com seus 99cm de bumbum Foto: Cléber Júnior / Extra
O concurso Miss Bumbum 2017 vai contar com uma participação inédita nesta edição. Trata-se da modelo Rúbia Machado, de 29 anos, que é deficiente física. A capixaba, que está morando em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, há um ano e meio, teve a perna esquerda amputada aos 19 anos, após ser atropelada pelo então namorado. Segundo conta, sem querer entrar em detalhes, ela estava em uma moto quando o ex avançou com o carro em sua direção.
— Não tinha motivos para ele fazer isso, mas foi intencional. Dias depois do ocorrido, ele ainda me disse que não tinha nascido para empurrar uma cadeirante para o resto da vida — afirmou Rúbia.
Rúbia está morando em Nova Iguaçu há um ano e seis meses
Rúbia está morando em Nova Iguaçu há um ano e seis meses Foto: Cléber Júnior / Extra
 
Como na época o rapaz era menor de idade, tinha 17 anos, ele não foi punido criminalmente. Foi condenado apenas a pagar uma indenização para a loura.
No auge da juventude, Rúbia preferiu não se entregar à depressão e continuou a viver normalmente. Fã confessa de academia, ela molda seu corpo no lugar há pelo menos 12 anos em treinamentos de 3h por dia.
— Sempre tive essa vontade de ser fitness. Eu jogava bola, corria. Então, estou realizando um sonho participando do concurso — disse a modelo, que tem 99 cm de bumbum.
O convite surgiu do próprio organizador do Miss Bumbum, Cacau Oliver. Ele revelou que este ano quer trabalhar a inclusão.
— Além das mudanças na parte estética, como a diminuição obrigatória do tamanho do bumbum ser de até 107 cm, queremos trabalhar a inclusão. A Rúbia é uma mulher linda, que pode competir em igualdade com as outras — explicou Cacau.
 
Rúbia não usa prótese na perna. A que tinha não serve mais
Rúbia não usa prótese na perna. A que tinha não serve mais Foto: Cléber Júnior / Extra
 
Rúbia representará o estado do Tocantins no concurso. Ela já fez as fotos oficiais, que deverão ser divulgadas em 15 dias. A votação para a escolha da miss será em agosto.
— O deficiente físico tem seu lugar — argumentou Rúbia.
“Não tenho raiva do meu ex-namorado”
Meu namorado jogou o carro em cima de mim. Na mesma hora, minha perna foi arrancada e ficou debaixo do carro dele. Fui parar no hospital, onde tomei seis bolsas de sangue. Só fiquei seis dias no hospital. De lá, saí e fui para uma festa, para ter uma vida normal. Logo depois do acidente, eu também já estava na academia. Eu me olho no espelho todo dia e me amo. Agradeço a Deus todo dia pela minha vida. A deficiência que as pessoas veem está na cabeça delas. Independente do resultado do concurso, eu quero seguir na carreira de modelo fitness. Quero mostrar que o deficiente físico pode sim estar no mercado, pode fazer o que quiser. Ou seja, ser feliz. Ano que vem começo minha faculdade de Educação Física. Por isso, não tenho raiva nenhuma do meu ex-namorado porque estou vivendo meu sonho.
O concurso
CANDIDATAS
A seleção conta com 27 participantes, cada uma representando um estado do Brasil. Todas as misses serão conhecidas em agosto. A partir disso, uma votação no site oficial do concurso (missbumbumbrasil.com.br) é aberta. As mais votadas ganham pontos para a segunda e última fase. Nela, um corpo de jurados elege o bumbum mais bonito do Brasil.
PREMIAÇÃO
Além de ganhar um valor em dinheiro, a Miss Bumbum Brasil marca presença em diversos eventos. Geralmente, há convites para posar em revistas masculinas.
Miss 2016
A grande vencedora foi Erika Canela, da Bahia. Foi a primeira vez que uma negra ganhou.
Agradecimentos
As fotos de Rúbia foram feitas no Hotel Mercure — Nova Iguaçu. Cabelo: Suelen Lima. Maquiagem: Muca de Souza.
 
Fonte: EXTRA
comments powered by Disqus